SOBRE

Criada em 2010, a Cia. busca dar voz simultaneamente a diferentes linguagens do teatro – com o propósito de testemunhar como que um “choque de línguas”! 

Cruzando psicanálise e artes do palco – e fazendo-as dialogar -, as investigações privilegiam irrelevâncias e erros, como ingredientes fundamentais do ato criativo.

 

Nessa pesquisa de linguagem, os temas dos sotaques e dos clichês têm sido explorados. Lançando um olhar ingênuo ao campo das artes, enigmas ordinários [do cotidiano] são explorados, buscando despertar a poesia adormecida que habita o gesto banal.

 

Para o Coletivo, os fenômenos de fronteira interessam especialmente: situados entre a força e a forma; entre o desenho e a letra; entre a ciência e a ficção...

 

Despretensão é – para o Grupo - bússola e palavra-chave.

Berenice Morre

1/33